13/12/2017

Seventh Tech Conference 2017

Capa_STC

Seventh Tech Conference proporciona experiência para 150 convidados especiais.
Quarta edição do evento promovido pela Seventh para apresentar as inovações e lançamentos para os próximos anos superou as edições anteriores.

Anualmente a Seventh promove um encontro com seus principais clientes, proporcionando dois dias de imersão em tecnologia e inovação, onde são apresentadas em primeira mão as novidades que foram desenvolvidas ao longo do ano e que serão disponibilizadas em 2018 para o grande público. Nos dias 23 e 24 de novembro na ilha de Florianópolis, a Seventh preparou uma experiência única para seus clientes de diversas partes do país. Com 150 convidados exclusivos, o Seventh Tech Conference 2017 proporcionou para a Seventh uma aproximação ainda maior com seus parceiros e clientes.

O evento aconteceu no hotel Jurerê Beach Village, na paradisíaca praia de Jurerê Internacional, reunindo palestras e debates em um clima propício para a troca de ideias e de boas práticas entre os participantes. Organizado pela Seventh, o Seventh Tech Conference 2017 foi patrocinado pelos parceiros de negócios Intelbras, Hikvision, Linear-HCS, Moni, CS, Control ID, PPA, SCond, SoftGuard, Fulltime, Utech, Proimage e obteve o apoio da revista Digital Security e do SIESE-SC.

Primeiro dia | 23 de Novembro de 2017

O evento teve início com as boas vindas realizadas pelo diretor da Seventh, Paulo Schwochow, que realizou a abertura do evento e logo passou a palavra para o diretor Carlos Schwochow, que contou um pouquinho da história da Seventh, de como a empresa surgiu e quais foram os desafios encontrados pelo caminho. Em sua apresentação, Carlos expôs o contexto histórico da Seventh, demonstrando em uma espécie de linha do tempo os períodos mais marcantes da empresa. “Começamos desenvolvendo hardwares e nem sonhávamos chegar onde estamos agora. Hoje com mais de 1 milhão de câmeras monitoradas, nossos sistemas já estão presentes em mais de 10 mil projetos de monitoramento. São mais de 500 empresas utilizando nossas soluções para prestar um ótimo atendimento aos seus clientes”, destaca Schwochow. No segmento de centrais de monitoramento de imagens, a Seventh possui mais de 90% do mercado brasileiro. Nos últimos 5 anos, a Seventh foi vencedora do prêmio de “Melhor Inovação Tecnológica”, sendo que em 2017 ainda conquistou o prêmio de “Melhor solução de acesso”. Carlos também falou sobre o crescimento da Seventh no mercado de projetos de monitoramento, no qual a empresa tem uma posição de destaque, atuando em diversas regiões do Brasil e expandindo fortemente as relações comerciais na América Latina.

D-Guard Center e D-Guard Projects

Os gestores comerciais Ivo Junkes e Ricardo Reibnitz apresentaram os principais produtos da Seventh, os sistemas D-Guard Center (software de gerenciamento de vídeo para Centrais de Monitoramento de imagens) e o D-Guard Projects (software de gerenciamento de vídeo para Projetos de Monitoramento de imagens). Ivo iniciou a palestra abordando os principais benefícios do sistema para as Centrais de Monitoramento, dando foco na integração do sistema de monitoramento de vídeo em conjunto com o sistema de monitoramento de alarmes.  Na sequência, Ricardo apresentou o sistema D-Guard Projects e as inúmeras possibilidades que ele proporciona aos projetos de videomonitoramento. Ivo e Ricardo também demonstraram que é possível utilizar os dois softwares em conjunto, ou seja, uma central de monitoramento oferecer um projeto de monitoramento para seus clientes, para que eles possam realizar o auto-monitoramento, além do monitoramento privado.

D-Guard | Novas interfaces Dark e Light – Marcelo Jaloto

Marcelo Jaloto, do time de desenvolvimento da Seventh, realizou a abertura da rodada de palestras com as inovações realizadas no sistema D-Guard, software de videomonitoramento da Seventh. “Na nova versão do sistema é possível escolher as interfaces claras ou escuras, light e dark, respectivamente. O D-Guard também passou por melhorias visuais em todos os aspectos, facilitando para o usuário a interação com o sistema”, destaca Marcelo. Esta melhoria foi implementada após a constatação de que 43% dos usuários de sistemas VMS preferem a interface mais escura, fazendo com que a imagem a ser monitorada fique destacada em relação a interface do sistema, enquanto 30% preferem a interface clara e 27% são indiferentes em relação às cores do sistema VMS.

D-Guard Web | Novas telas de administração – Tiago Rolt

Quando se fala em software Web, o mais importante é que ele deixa de ter as limitações que possui um software desktop. Esta é uma grande vantagem em termos de tecnologia, pois um software desktop é produzido para determinada arquitetura de sistema operacional (linux, windows, android, ios), já um sistema web, é totalmente independente de arquitetura de SO, ou seja, ele é feito para ser executado em browsers (Google Chrome, Microsoft Edge, Mozilla Firefox, etc) que normalmente são multi-plataforma, o que possibilita ser acessado por qualquer sistema operacional que possua um browser. Além disso é possível utilizar o software por diversos usuários simultaneamente, segmentando por grau de hierarquia de acesso (administrador, gerente, operador, etc). Pensando nestas vantagens, a Seventh conseguiu nos últimos anos migrar toda a administração do sistema D-Guard para o ambiente Web. Agora é possível configurar o sistema D-Guard inteiramente pela aplicação web, que foi desenvolvida utilizando a linguagem material design, com uma interface mais amigável e intuitiva, proporcionando melhor experiência de navegação. Tiago também destacou que o D-Guard Web possui uma API* que facilita muito a integração com outras aplicações, como soluções web, apps para celulares, dispositivos IOT, entre outros, o que abre um leque de possibilidades para desenvolvimentos futuros.

*API é um conjunto de rotinas e padrões de programação para acesso a um aplicativo de software ou plataforma baseado na Web. A sigla API refere-se ao termo em inglês “Application Programming Interface” que significa em tradução para o português “Interface de Programação de Aplicativos”.

D-Guard | Integração com o D-Cloud – Bruno Mondini

Bruno Mondini apresentou a integração do D-Guard com o D-Cloud, solução da Seventh para armazenamento de imagens em nuvem. Segundo Bruno, “A integração entre as duas soluções permite ao usuário visualizar em tempo real as imagens das câmeras, bem como fazer a busca por gravações que estão na nuvem com a pesquisa em borda, diretamente do sistema D-Guard. A integração entre as plataformas é completa, permitindo que somente as câmeras desejadas sejam adicionadas à aplicação D-Guard, mas ainda assim, as que não estão adicionadas ao sistema mostram o status de conexão para que se tenha as informações de status (câmera online ou offline)” e o gerenciamento das câmeras seja efetivo. Além da visualização das imagens pelo próprio D-Guard, a busca por gravações também pode ser realizada por uma página web ou pelo D-Guard mobile, aplicativo móvel da Seventh. “Além disso também é possível enviar imagens de um D-Guard ao D-Cloud via RTSP. Permitindo então a comunicação/integração de duas vias entre as ferramentas”, conclui Bruno.

D-Guard | Integração com Edge Playback (Pré-alarme) – Bruno Mondini

Bruno Mondini também falou sobre a integração do D-Guard com Edge Playback. “O sistema D-Guard permite a busca por gravações em borda, ou seja, para alguns equipamentos, temos a possibilidade de reproduzir as imagens gravadas dentro do sistema D-Guard diretamente do dispositivo conectado, sem precisar fazer a busca por uma página web ou outro software externo”, destaca Bruno. Bruno destacou a funcionalidade de Pré-Alarme do D-Guard, que permite a busca das gravações anteriores à ocorrência registrada, mostrando ao operador, imagens das câmeras de monitoramento, minutos antes da atividade suspeita.

D-Guard | Servidor RTSP – Sérgio Willrich

Sérgio Willrich, da equipe de pré/pós venda Seventh, iniciou sua palestra dando uma breve introdução sobre o protocolo RTSP (real-time streaming protocol), protocolo padrão para transmissão de áudio e vídeo pela rede. “O protocolo RTSP é utilizado basicamente para envio de imagens para outros sistemas, possibilitando uma integração fácil com diversos sistemas. O RTSP também é o protocolo base para a transmissão das imagens via ONVIF”, explica Sérgio.

Um dos benefícios do servidor RTSP do D-Guard é a integração com sistemas externos dos mais variados tipos, como os sistemas de análise de vídeo, por exemplo. Muitos desses sistemas podem receber um fluxo de vídeo de um sistema para que seja possível fazer a análise das imagens. Existe agora também a possibilidade de padronizar os comandos e rotear uma única porta para o caso de um acesso externo, servindo como um gateway de imagens. Além disto, o servidor RTSP do D-Guard permite que as imagens do D-Guard sejam enviadas em tempo real para o D-Cloud e armazenadas na nuvem, criando um sistema híbrido (local + nuvem).

D-Guard | Transmissão de vídeo via Smartphone para o D-Guard – Fabrício Junqueira

Fabrício Junqueira, da equipe comercial Seventh, demonstrou ao vivo a transmissão de vídeo para os sistemas D-Guard utilizando um smartphone. Fabrício ressaltou que esta é uma funcionalidade que já existe no software há muito tempo, mas que ultimamente vem sendo bastante utilizada para que a central de monitoramento possa acompanhar os clientes em operações de segurança remota, com vídeos transmitidos por um smartphone com acesso à internet (3G, 4G ou Wifi). Fabrício também demonstrou que a imagem transmitida por um smartphone pode ser acessada através de outro smartphone que contenha o App D-Guard Mobile instalado, permitindo assim, que o usuário final também tenha acesso à estas imagens. “As possibilidades são infinitas, com esta funcionalidade é possível acompanhar os passos de outra pessoa, mesmo estando há quilômetros de distância. Isto pode ser utilizado tanto para a segurança, quanto para a saúde, sendo possível realizar o monitoramento remoto de idosos, enfermos e pessoas que necessitam de vigilância permanente”, conclui Fabrício.

Situator | Novas interfaces de configuração – Felipe Liberal

Felipe Liberal assumiu o microfone para falar das novas interfaces de configuração do Situator, sistema PSIM da Seventh para gerenciamento de eventos e controle de acesso, que entrou no mercado em 2016 e está fazendo sucesso no segmento da segurança. O Situator é uma aplicação web para tratamento de eventos de vídeo e acesso, que permite tratar qualquer tipo de evento gerado pelos dispositivos conectados, como perda de sinal de câmera, perda de conexão, detecção de movimento, eventos de I/O (botão de pânico, botoeira, sensores físicos, etc), eventos de analítico (obstrução, mudança de cenário, barreira/cerca virtual, objeto deixado/retirado, contagem, direção, velocidade média, etc), entre outros. Com o Situator é possível realizar o serviço de Portaria Remota, que permite o controle de acesso à distância utilizando recursos de vídeo, acesso (biometria, cartões, senhas) e telefonia. “Buscamos padronizar as telas de configuração do Situator nos últimos meses, utilizando componentes semelhantes em todo o sistema, com o intuito de facilitar a navegação e a orientação do usuário, na configuração do sistema. A nova interface de configuração do Situator foi projetada para que o usuário siga uma lógica de preenchimento muito mais simples e intuitiva”, conclui Felipe.

Situator | Cadastro rápido de pessoas – Jonatas Tavares

Jonatas apresentou a nova opção de cadastro rápido de pessoas, que foi implementada na tela de monitoramento do Situator nos últimos meses. A partir da versão 3.4, os usuários que possuem perfil com privilégios de monitoramento já possuem a opção de cadastro rápido de pessoas, que conta com uma nova interface em formato wizard (passo-a-passo) e possibilita também a inclusão do cadastro de veículos. Jonatas navegou pela nova interface do sistema e demonstrou as opções de cadastramento de pessoas, acessos, veículos, credenciais e digitais. “Com esta melhoria, o usuário ganhará mais agilidade ao realizar o cadastramento das informações no sistema, reduzindo assim, o tempo de atendimento aos eventos de acesso/portaria remota”, conclui Jonatas.

Situator | Previsão de visitas – Sérgio Willrich

Sérgio Willrich apresentou a nova funcionalidade do Situator: Previsão de visitas. “A previsão de visitas é uma função onde o morador ou funcionário pode fazer um pré-cadastro de visitantes, podendo definir o período de acesso dos visitantes cadastrados. Este período pode estar relacionado a uma festa, final de semana ou até mesmo uma reunião de negócios, caso seja utilizado por uma empresa”, explica Sérgio. O objetivo é dar mais comodidade e segurança para todos, sendo que, com a visita agendada o tempo de espera para a liberação é menor e todos os dados já ficam cadastrados previamente. Além do agendamento de visitas esporádicas, podem ser cadastrados também prestadores de serviço, facilitando o controle de acesso aos estabelecimentos e proporcionando mais comodidade para os usuários da solução. Várias pessoas podem ser adicionadas ao mesmo evento, permitindo assim ao usuário criar uma lista de convidados e/ou prestadores de serviços.

Situator | Integração com SCOND – Sérgio Willrich

Sérgio Willrich falou sobre a integração do Situator com o app SCOND. “Com o objetivo de melhorar a operação e trazer mais comodidade para os clientes que utilizam o Situator para a portaria remota, o Situator agora possui integração com o SCOND, um sistema de gestão de condomínios que vem ganhando destaque neste mercado” comenta Sérgio. Agora é possível realizar o agendamento de visitas, o cadastro de visitantes, de prestadores de serviço e a visualização das câmeras do condomínio pela interface do próprio SCOND. Ao realizar estes comandos no aplicativo, as informações são automaticamente inseridas no Situator, facilitando e agilizando ainda mais as operações de controle de acesso para as empresas que utilizam o Situator para o serviço de portaria remota.

Portaria Remota

Ivo Junkes demonstrou ao vivo, o funcionamento das soluções D-Guard e Situator para a realização da Portaria Remota. Ivo simulou uma solicitação de entrada em um condomínio fictício, cadastrou o celular de um convidado da plateia para autorizar (ou não) a entrada do visitante e, ao receber a autorização, permitiu a abertura das portas, remotamente. Ivo explicou o quanto o controle de acesso remoto está gerando economia aos moradores de condomínios e satisfazendo as necessidades de zeladores e administradores de edifícios residenciais, comerciais e industriais.

Lançamento Seventh | Chave Virtual e QR Code – Carlos Schwochow

Carlos Schwochow realizou no Seventh Tech Conference 2017 o grande lançamento da noite. Através de um aplicativo para smartphones desenvolvido pela Seventh, moradores de condomínios residenciais ou funcionários de condomínios empresariais podem convidar pessoas para acessarem os locais desejados. “Por exemplo, o morador de um condomínio X pode convidar visitantes para ir no salão de festas de seu condomínio ou simplesmente visitar o seu apartamento. O usuário, através do aplicativo de convite, seleciona em sua agenda de contatos, quem ele gostaria de convidar. Os convidados selecionados recebem então um SMS com o link de acesso. Quando o convidado estiver em um raio pré-definido do condomínio/empresa em questão a chave é habilitada e, com apenas um clique na tela do smartphone, o acesso é permitido sem que haja contato com porteiro ou central de monitoramento à distância. É Importante ressaltar que o convidado só terá acesso às portas da chave virtual durante data e horário pré-definidos pelo morador”, afirma Carlos. Nas centrais de monitoramento, todo este processo é registrado no Situator para posterior consulta e auditoria, caso seja necessário. A chave virtual da Seventh dispensa que hardwares adicionais sejam instalados no local, reduzindo os custos de implantação.

Pensando nos casos em que o condomínio não deseje implantar a chave virtual, a Seventh realizou no Situator, a integração com os leitores de QRCode da Linear e da UTech, empresas parceiras que produzem hardwares para controle de acesso. O QRCode funciona de uma maneira semelhante à chave virtual, a única diferença é que será necessária a instalação do leitor de QRCode nas portas que terão este acesso diferenciado, conclui Schwochow.

Coquetel de Confraternização

Após um dia recheado de informações e inovações, a Seventh ofereceu a seus convidados um coquetel, proporcionando uma troca de ideias e networking, com direito a banda ao vivo e apresentação musical, para que todos pudessem relaxar, contemplar a boa música e aproveitar a estrutura do hotel, à beira da praia de Jurerê Internacional.

Segundo dia | 24 de Novembro de 2017

O segundo dia do evento começou com a palestra de Christian Visval, diretor da Revista Segurança Eletrônica, que preparou uma palestra especial para o evento, com o tema: “Marketing de Conteúdo para o mercado de segurança”. Christian, que é formado em marketing e publicidade, possui ampla experiência no setor de segurança eletrônica e em sua palestra, abordou temas como: mídias sociais, experiências empresariais, comunicação e divulgação de serviços e produtos para o mercado da tecnologia para segurança eletrônica.

D-Guard | Melhorias e novidades no LPR (Leitura de placas automotivas) – Guilherme Aguiar

Guilherme Aguiar, desenvolvedor da equipe Seventh, apresentou as novidades implementadas no LPR (mecanismo de leitura de placas automotivas) do sistema D-Guard. “Todo o serviço foi redesenhado para aproveitar ao máximo o processamento da máquina, aumentando a capacidade de processamento de forma considerável. Isto reflete diretamente no custo do projeto, trazendo competitividade para centrais e projetos de monitoramento que utilizam o LPR do D-Guard” afirma Guilherme. Outra melhoria importante torna possível trabalhar simultaneamente com placas de diversos países. O LPR agora reconhece além das placas brasileiras, diversas placas internacionais. “Além dessas melhorias, esse ano nós implementamos a nova tela de monitoramento ao vivo do LPR, possibilitando a visualização em tempo real das placas analisadas”, destaca. Além do modo ao vivo, a nova tela permite que placas sejam buscadas no banco de dados de maneira mais simples e rápida. “Esta nova tela de LPR possibilita uma operação em tempo real com maior capacidade em um ambiente desenvolvido para este fim. Além disso, a otimização de uma pesquisa desenvolvida especialmente para o monitoramento de LPR traz mais confiança e precisão em auditorias”, conclui Guilherme.

D-Guard | Mesa controladora oficial

Jonas Azevedo do time Seventh falou sobre a integração do D-Guard com a mesa controladora Intelbras VTN2000, que possibilita controlar as câmeras PTZ de uma forma mais prática e eficiente, garantindo mais agilidade nas operações de segurança. “Além do protocolo da Intelbras, também é possível integrar ao D-Guard com os protocolos Pelco P, Pelco D e MultX. A configuração é muito simples e com a mesa controladora integrada é possível realizar seleções de câmeras, mosaicos de layout, presets e patrulhas virtuais, além de outras diversas funcionalidades”, conclui Jonas. Com a mesa controladora Intelbras VTN200 é possível o controle de funções específicas do D-Guard, como tirar snapshots, colocar a tela em fullscreen, entre outras funções especiais.

D-Guard | Atualizações automáticas entre estação e servidor – Guilherme Aguiar

Guilherme Aguiar apresentou algumas das novidades implementadas no sistema D-Guard nos últimos meses, pensando na eficiência da operação nas centrais de monitoramento. “Alguns processos e funcionalidades precisam que o servidor e a estação estejam na mesma versão. Na maioria das vezes, as estações conectam a um servidor que está diretamente conectado aos equipamentos. Quando este servidor era atualizado, existia uma série de passos a serem considerados que no passado exigiam que os administradores perdessem um tempo valioso para atualizar as estações”, explica Guilherme. Para otimizar essa tarefa, uma nova funcionalidade foi desenvolvida no sistema D-Guard. Ao conectar em um outro servidor D-Guard, uma série de verificações são realizadas pelo software: versão, tipo de produto, se alguma atualização já foi instalada anteriormente, entre outras verificações internas. Sendo identificada a necessidade de uma atualização na estação, uma notificação é gerada para o operador. Após o aceite, a estação inicia automaticamente a atualização da versão. “É importante frisar que o download ocorre diretamente do servidor conectado e não no site da Seventh, tornando o processo ainda mais seguro por não ter que acessar um site externo. Com esta implementação, o processo de comunicação entre estação e servidor se tornará mais fácil.”, conclui Guilherme.

D-Guard | Configuração de valores esperados para o frame rate e resolução da stream – Guilherme Aguiar

Guilherme prosseguiu apresentando as novidades desenvolvidas ao longo do ano, abordando a configuração de valores esperados para o frame rate e resolução da stream. “Após pesquisas constantes, a Seventh desenvolveu mais uma funcionalidade no D-Guard muito solicitada pelos clientes para poder facilitar e otimizar a operação. Dentro de uma central de monitoramento, é muito importante mensurar os recursos utilizados. Algumas vezes os servidores e máquinas trabalham com ajustes precisos e qualquer mudança de configuração pode comprometer o desempenho do serviço, ou até mesmo causar desperdícios desnecessários de recursos. Atualmente o problema é resolvido de maneira manual, primeiro é necessário identificar a causa do problema, em seguida, é iniciado o processo de procura pelo equipamento que está mal configurado. Dependendo do tamanho da central de monitoramento, isso pode levar muitas horas. Portanto, desenvolvemos a possibilidade de o usuário definir padrões para a resolução e para o frame rate dos servidores. Além disso, são gerados logs nos relatórios para cada equipamento e critério descumprido. Ou seja, aquele processo de horas, reduz-se a minutos. Basta fazer uma pesquisa nos relatórios seja realizada pelo tipo de log e ao encontrar algum registro relatando o problema, é possível identificar o servidor e a câmera mal configurado, solucionando diretamente o problema de maneira incrivelmente rápida”, conclui Guilherme.

D-Guard | Redundância (“FailOver”) – Guilherme Aguiar

Guilherme Aguiar falou da funcionalidade de redundância no D-Guard que, apesar de já estar presente no software, existia a necessidade de alguns ajustes para um desempenho mais refinado. Pensando nisto, a Seventh aprimorou a funcionalidade da redundância. Agora cada servidor adicionado pode ser monitorado pelo servidor de redundância. Ao perceber que um destes servidores conectados está indisponível, o servidor redundante toma o lugar do servidor com problema, com todas as configurações do servidor em questão, ou seja, ele irá copiar as configurações (conexões, usuários, layouts, transmissões, contact-Id e eventos) automaticamente. Uma mensagem é enviada para o administrador do sistema para que ele possa tomar conhecimento da atividade e ter tempo para resolver o problema. O resultado é uma a capacidade de entregar a continuidade de serviço, com garantia de ininterrupções.

Situator | Receptor universal de eventos – Tainã Carvalho

Tainã Carvalho, desenvolvedor do time Seventh, falou do Situator, que agora possui a funcionalidade de recepção universal de eventos, ou seja, “ele permite que qualquer sistema ou aplicação gere eventos no Situator de forma simples e intuitiva, utilizando o Situator como uma plataforma de integração de serviços de segurança”, afirma Tainã. As informações necessárias para que o Situator possa gerar ocorrência de eventos remotamente são: Código da conta, código da zona (opcional); código do evento; prioridade do evento (opcional) e agrupamento de ocorrências. Tainã também demonstrou alguns exemplos de uso da integração universal, com equipamentos que não são somente da área da segurança, como o monitoramento de dispositivos de saúde, de alarmes de incêndio, de automação residencial e da integração com outros aplicativos para dispositivos móveis.

D-Guard Mobile | Melhorias – Tiago Barreto

Tiago Barreto falou sobre as melhorias realizadas nos aplicativos Seventh no último ano. Além das melhorias de usabilidade e navegação, os aplicativos passaram por um upgrade de performance, garantindo para o usuário uma experiência ainda melhor. Tiago também demonstrou as possibilidades de customização dos aplicativos, já que agora as centrais de monitoramento podem personalizar todos os aplicativos Seventh com a identidade visual de sua empresa. A personalização do aplicativo faz com que a empresa possa repassar aos seus clientes a confiança e a credibilidade da sua marca.

Encerramento

Para encerrar o evento com chave de ouro, a empresa proporcionou um almoço em um dos restaurantes mais charmosos de Florianópolis: o Restaurante Villa do Porto, em Santo Antônio de Lisboa, onde foram servidos os pratos típicos da região.

Após o almoço, os participantes se despediram de Jurerê Internacional e forneceram um excelente feedback sobre o evento que, de acordo com os irmãos Schwochow, foi um verdadeiro sucesso. “Esta proximidade com parceiros, clientes e distribuidores, neste clima informal de troca de experiências é importantíssimo para o bom relacionamento com nossos parceiros e clientes. Nós procuramos esta aproximação justamente para que possamos entender suas necessidades e desenvolver soluções cada vez mais assertivas e eficientes, buscando fortalecer a continuidade de nossos negócios e prospectando sempre novas possibilidades de mercado”, finalizam os Schwochows.

Confira algumas fotos: