04/10/2019

Softwares CMS X Sistemas VMS: Como escolher o melhor?

Na hora de investir em Monitoramento de Segurança, muitas escolhas precisam ser feitas. A definição de quantidades, modelos de equipamentos e posicionamento são só o começo. Mas e quando todo esse material estiver sendo gerado? Como administrar e tratar as imagens recebidas no meu sistema de segurança eletrônica

Tanto o CMS (Central Management Software/System), ou Sistema Central de Gerenciamento, oferecido gratuitamente pelos fabricantes de câmeras de monitoramento, quanto o VMS (Video Management Software/System), ou Sistema de Gerenciamento de Vídeo, são capazes de processar vídeos com alta qualidade e com alto rendimento, mas existem diferenças importantes entre eles e, para não errar na hora de adquirir, é fundamental que as necessidades e características do projeto ou central sejam avaliadas.

Em geral, sistemas CMS são mais usados em projetos de segurança que não necessitam de um número muito grande de câmeras interligadas e conexões on-line o custo menor é uma característica atraente deste tipo de sistema. Já os softwares VMS, por terem maior capacidade de integração de câmeras e recursos vinculados a elas, têm maior capacidade de monitoramento e gestão de imagens, proporcionando que atividades mais complexas sejam realizadas. Mas estas não são as únicas diferenças entre eles. Abaixo vamos detalhar melhor e indicar os diferenciais destas soluções para ajudar na hora de identificar qual delas é mais adequada para cada necessidade. 

 

Videomonitoramento com Software CMS

 

Geralmente, o custo-benefício do CMS é a primeira coisa a chamar atenção. Apesar de apresentar algumas limitações,  o software gratuito, que vem junto de DVRs e outros equipamentos, permite a gravação das imagens, definição da resolução, ajustes, parametrização das gravações e o posterior acesso a elas. No caso deste tipo de software, a gravação de imagens é feita somente no HD do DVR, que lê e transmite as imagens, diferente do VMS, que grava e centraliza as imagens em um único servidor. Desta forma, o acesso é local e limitado a menos usuários.

 

Outra característica do CMS é que cada fabricante tem um CMS próprio, dificultando a integração de recursos de diferentes marcas e fornecedores. Também por conta disso, não há integração com softwares como os de alarme ou dispositivos eletrônicos para uso de recursos de automação, por exemplo. 

 

Videomonitoramento com Software VMS

 

Os softwares VMS também permitem a gravação e visualização de vídeos, mas são bem mais robustos e acabam oferecendo mais opções de usabilidade e mais funcionalidades. 

 

Entre os recursos disponíveis estão a possibilidade de monitoramento remoto, recursos de gestão de processos, imagens e dispositivos, conexão ilimitada de dispositivos independente de modelo, fabricante e quantidade, monitoramento ao vivo e simultâneo para múltiplos usuários, automação, entre outros. A facilidade de integração também permite ampliar gradativamente as estruturas e escalonar conforme a necessidade. 

 

Sistemas como o D-Guard podem ser usados tanto para projetos de monitoramento quanto para centrais de monitoramento e contam com mais de 8 mil dispositivos integrados, além API aberta, permitindo a conexão com outros sistemas (como os de alarme), atualização e aplicativo gratuitos, módulo intelligence, que permite automação e recursos que facilitam a configuração e comercialização de serviços extras de segurança, ampliando a receita. 

 

Apesar de exigirem um investimento mais alto, o potencial de centralizar diferentes tecnologias, garantir um CFTV completo e ainda outras possibilidades que melhoram a eficiência de ambientes de trabalho, consumo de recursos e outras ações além da segurança, o uso de softwares VMS em alguns cenários gera economia. É que um sistema de segurança que permite a configuração de ações é mais proativo e reduz o custo com recursos humanos. 

 

Outro diferencial dos sistemas VMS são os algoritmos para os analíticos de vídeo, que podem identificar desde uma pessoa acessando um local proibido até placas veiculares e faces humanas. Nos sistemas, esse reconhecimento de cenário pode ser vinculado a ações específicas, tornando a segurança muito mais inteligente e preventiva.  

 

Além da economia, sistemas mais complexos podem ser usados para aumentar a agilidade e evitar falhas. Com o uso de layouts personalizados e a troca de layout de acordo com o reconhecimento de ações pré-definidas, a atuação do operador fica mais fácil, por contornar o problema da perda de concentração. De acordo com estudos, o cérebro humano só consegue manter a concentração por 90 minutos seguidos antes de precisar de uma pausa, a característica é conhecida como ultradian rhythm, fazendo com que o uso de alertas e eventos, vinculados aos recursos das câmeras, faça toda a diferença na operação em segurança eletrônica.

 

Melhor x Pior

 

Não existe sistema melhor ou pior quando se trata de estruturas e necessidades diferentes. Para cada objetivo e estrutura, haverá a solução mais próxima do ideal. De forma geral, os softwares VMS tendem a ter mais funcionalidades e melhor performance, mas se o projeto não tem este tipo de meta, a solução não é a mais adequada, pois terá custo superior ao necessário. Da mesma forma que para objetivos mais complexos, investir em uma solução com muitas limitações, pode ser uma “economia burra”. 

 

Por isso, uma análise técnica prévia é fundamental, levando em conta os interesses, características e o valor para o investimento, ajudando a determinar a melhor escolha para cada caso.

 

Comparativo CMS e VMS

 

CMS VMS
Gravação de imagens no HD do DVR Gravação de imagens no HD do DVR e nos servidores de imagem da central de monitoramento
Não integra com alarme  Integração com softwares de alarme e outros
Não integra dispositivos de diferentes modelos e fabricantes Integração com dispositivos de diferentes fabricantes de modelos (Câmeras IP e analógicas, por exemplo)
Gratuito Pago
Atende à demanda de monitoramento de imagens Monitoramento e gestão de imagens e processos, pode dispensar a necessidade de outros serviços por meio da automação
Acesso a mais de um usuário Acesso remoto e a mais de um usuário, mas permitindo configurar permissões diferentes para usuários diferentes
Limitação de quantidade de câmeras Permite a conexão de milhares de câmeras
Permite configuração de ajustes e horários de gravação Parametrizar com mais detalhes funções de gravação, como detecção de movimentos, 24/7 ou quando o alarme disparar

A escolha

 

Agora que você já sabe mais sobre as características de cada uma das soluções (VMS e CMS) a escolha fica mais fácil. Sempre indicamos a busca por um profissional técnico capacitado, pois, caso você não tenha o domínio necessário nesta área, ele poderá traduzir suas necessidades em recursos que atendam o seu objetivo da melhor forma possível. 

Ficou com alguma dúvida sobre softwares de monitoramento de vídeo? Ou quer saber mais sobre os diferenciais do D-Guard nessa área?  Entre em contato com um de nossos consultores para centrais e projetos de monitoramento.