22/01/2019

Na contramão da crise, empresa de tecnologia para segurança eletrônica cresce mais de 40%

 

No Brasil, a média de expansão da economia registrada no último ano foi de menos de 2%

Apesar do ano conturbado para a economia, a crise passou longe de alguns setores do mercado brasileiro. A Associação Brasileira de Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese) apurou em uma pesquisa nacional que a sensação de insegurança refletiu na procura maior por itens de proteção e vigilância em 2018.

Enquanto a economia do país registrou expansão de 1,38% entre janeiro e novembro do ano passado, segundo o índice de atividade econômica, IBC-Br (considerado uma prévia do Produto Interno Bruto – PIB), a Seventh registrou 43,62% no crescimento do faturamento em relação a 2017.

Para o diretor da empresa de software de Florianópolis (SC), Carlos Schwochow, o mercado em expansão, a participação em eventos e os investimentos em inovação impulsionaram os resultados da Seventh. “Investimos em novos produtos e na melhoria daqueles que já tínhamos, sempre acompanhando a evolução das tecnologias que são aplicadas no setor de segurança. Além disso, a participação em eventos específicos do setor é uma grande ferramenta para a apresentação destes investimentos na forma de novos produtos. Isso abre oportunidades para novos negócios e nos dá mais competitividade no mercado”, explica Schwochow.

Reflexos na geração de empregos

Com o aquecimento nos resultados, a empresa também apostou em converter parte da receita na ampliação das equipes. Um investimento que ajuda a movimentar outras áreas, como a geração de empregos, em um momento importante.

De acordo com dados do IBGE (2018), 13 milhões de pessoas estão desempregadas no Brasil. Em um período repleto de cortes e oscilações na política e economia, a Seventh registrou aumento de 60,71% no quadro de profissionais entre fevereiro de 2017 e janeiro de 2019.

Carlos revela que a empresa já colhe os frutos do investimento em pessoas. “Estamos conseguindo fortalecer ainda mais nossa posição no mercado nacional de projetos de monitoramento e expandindo fortemente as relações comerciais na América Latina. Queremos continuar incentivando um ambiente inovador e criativo na Seventh”, reforça Schwochow.

Expectativas de um futuro promissor

Em 2018, a Seventh conquistou o prêmio de “Inovação Tecnológica para Segurança Eletrônica” com a Chave Virtual, “Melhor Software VMS” com o D-Guard e “Melhor Solução para Gravação de Imagens em Nuvem”, com o D-Cloud. Conquistas que justificam o entusiasmo para 2019. “Temos todos os motivos para acreditar que 2019 será outro ano forte. Começamos desenvolvendo hardwares e nem sonhávamos chegar onde estamos agora, com mais de 1 milhão de câmeras monitoradas em cerca de 10 mil projetos de monitoramento. Nossa projeção é superar os 40% de crescimento”, destaca o diretor Paulo Schwochow.

Os diretores revelaram ainda que neste ano a empresa deve focar em uma expansão maior no Brasil e América Latina, atuando em mercados pouco explorados, no lançamento de novas tecnologias e na melhoria contínua das soluções existentes.